domingo, 3 de abril de 2011

SUCANEIRO E A PIMENTA NINJA

 1997 Ilha de Itacuruçá. Atividade de visita domiciliar e desinsetização.  

             Ficamos numa casa confortável no meio da mata.  Doze homens e nenhum segredo. Todos sabiam quem era aquela turma estabanada que visitava as casas com aquelas bombas ridículas que mais pareciam máquinas de vender Chá. Sujávamos as paredes das casas e fazíamos dos moradores prisioneiros fora das suas casas, às vezes na sacanagem por horas. Só precisava ficar meia hora longe do inseticida.
_ Meu filho isso ai é pra matar o mosquito? Perguntavam os moradores.
            Alguns sacanas aproveitando da ingenuidade dos pacatos moradores respondiam:
 _ Mata o mosquito e o senhor também! Tem que ficar aqui fora pelo menos 2 horas.       À noite, quando nos reuníamos para jantar, contávamos as maldades para passar o tempo.
             Nosso jantar era arregado no tempero. Parecia um banquete para esfomeados. Costela com batata, angu, farofa, feijão cheio de salgado. Uma miscelânea só! Fome nessa viagem ninguém passou.
            Um insatisfeito dentuço e narigudo que já tinha pagado um mico em Angra, reclama:
_ Esse rango ta muito bom, mas ta faltando pimenta no tempero!
_ Você é maluco cara! Esqueceu que tu tens Hemorróida! Brincou um sacana.
_ Num tenho esse negócio não e como qualquer pimenta que me der!
           
             No dia seguinte arrumamos uma malagueta só pra ver se ele dizia a verdade. Caímos na asneira de experimentar e quase morremos. No dia seguinte um sucaneiro chama:
_ Hô boca de fogo! Tem uma pimentinha pra você. Falou um amigo da onça.
_ Beleza! Agora sim vou comer bem. Na hora do almoço vou mandar ver.
 Não víamos a hora de ver o show.
 No almoço o cara pega o caldo da pimenta curtida e enche o prato.
_Não quero nem ver que merda vai dar! Vou sair daqui. Reclamou um medroso achando que o cara ia morrer. Os outros riam sem parar antes mesmo do dentuço começar a comer.
 _Vocês são tudo otário! Isso aqui deve ta muito fraco!
 _ Hum! Que delícia! Me dá mais! Hum! Saboreava o dentuço.
 Sem acreditar naquilo e decepcionados com a maldade frustrada, o grupo comenta: Que boca é essa meu! Ta anestesiada de tanta cachaça narigudo? Tu não ta sentido arder? _Só um pouco. Parece molho de pimenta!
           
            Saímos para o expediente da tarde sendo sacaneados pelo dentuço.
 _Vocês são tudo uns maricas! Dizer que aquilo é pimenta e brincadeira!
_ Um sucaneiro semente do mal que não gostava de levar desaforo pra casa promete: _Deixa que vou achar uma pimenta que te satisfaça dentuço!
            O sucaneiro semente do mal, comentando com um morador o ocorrido, descobre que o cara tem uma pimenteira no quintal que produz uma espécie de fruto espetacular e pede uma para experimentar. A noite, após todos terem jantado, com exceção do dentuço que ficou enchendo a cara num boteco, fomos apresentados ao maldito fruto da pimenteira. _Pessoal! Chega aqui que vou mostrar um negócio!
 O cara tira da bolsa um fruto estranho que mais parecia uma mistura de pitanga gigante com abóbora moranga.
 _Que merda é essa? Perguntou um curioso.
 _Pimenta malagueta! Peguei na casa de um morador.
_ Se isso for pimenta deve ser a mãe de todas. Nunca vi um troço desse tamanho.
_ O que você vai fazer com isso? Perguntou um guarda.
O semente do mal com olhar de vingança já quase crescendo o chifrinho e o rabo, entre os dentes responde:
_ Vou colocar na comida do dentuço que tirou sarro da nossa cara.
_ Do jeito que o cara é boca de fornalha não vai fazer nem cosquinha! Falou um cético amigo de copo.
           
            O candidato a gárgula do inferno, sorrindo, faz picadinho daquela coisa verde clara e mistura no feijão do prato do dentuço e deixa sobre a mesa até o infeliz voltar da sua cachaçada.
_Vamos ver televisão até ele chegar! Falou sorrindo.
_Você colocou aquilo tudo? Perguntou o amigo de copo do dentuço.
_ Fica quietinho e não fala nada senão também faço tu engolir um pouco ! Esbravejou o possuído.

            O portão da casa se abre e capengando o dentuço entra. Cheio de goró, cheio de fome, cheio de sono e com muita raiva esbraveja:
 _Vocês estão de Alemanha comigo! Cadê minha comida? Ta tudo limpo aqui na cozinha!
 Alguém responde:
_ Já lavamos a louça, mas deixamos teu prato preparado em cima do armário.
_ Ha ! Então ta bom!
_ E a pimentinha? Perguntou debochadamente.
_ Ta todinha no teu prato boca mardita! Respondeu o concorrente a cramunhão.
A turma, apreensiva pelo resultado, se olha e se questiona:
_ Será que ele vai aguentar?
De repente na cozinha...
Copos caindo no chão, esbarrões no fogão, socos no armário, mas nenhuma voz se ouvia. Todos na sala ao lado não tinham idéia do que ocorria com o infeliz.
Alguém então pergunta:
 _ E ai dentuço! Ta boa a comidinha?
 Uma cabeça humana feito tocha de fogo surge na sala. Mãos no pescoço, olhos esbugalhados, respiração ofegante, boca aberta cheia de comida. Parecia um filme de terror.
_Meu Deus! Meu Deus! O cara vai morrer! Gritou um desesperado.
_ Olha o que você fez Maldito ? Esbravejou o amigo de copo se referindo ao causador daquilo tudo.
_Dá água pra ele! Dá água pra ele! 
_ Não dá! Ele ta entupido de comida!
 Derrepente, como um balão de gás que chega a saturação, o dentuço explode de raiva, fazendo chover em nós todo conteúdo de comida da sua boca:
 _Seus F$$$#&@*&¨%$#¨da %¨$#@%& quem é o maldito que quer me matar? . Água! Água!Pelo amor de Deus, água! Eram 3 horas da manhã e ninguém conseguiu dormir por causa da adrenalina que tomou conta de nós. O narigudo? Não quis nunca mais saber de comer prato feito. Ilário !!!!!


3 comentários:

Tânia Maria disse...

Gilberto essas suas histórias são gargalhadas garantidas, continue sempre assim, resgatando essas memórias hilariantes do passado,
Beijos
Tânia (CMCIH)

Anônimo disse...

um sucaneiro,marcou com uma colega tambem sucaneira no shopping, para fazer um emprestismo, so q esta sucaneira fazia poucos dias q estava separada do esposo,o dito esposo estava ainda com muitos ciumes da mesma, esta seguindo-a, qdo o ex-esposo,viu a sucaneira conversando com o colega sucaneiro, deu lhe um soco o mesmo caiu dentro da agua do chafaris, o kara falava assim sai dai da agua, o sucaneiro falava eu não, os seguranças do shopping, levou o sucaneiro todo molhado para o seu carro, todos q estavam no shopping começaram a rir, este foi o motivo para acabarem com o chafaris do referido shopping.

Anônimo disse...

Um sucaneiro ganhou um queijo de outro sucaneiro,era um P.A,com 5 guardas em Nova iguaçu,um sucaneiro teve a ideia de tirar o queijo de dentro da embalagem e colocar pedra, qdo chegou em casa q ele viu q so tinha pedra, foi armado na casa do sucaneiro q era mais sacana da turma coitado pior q naum foi ele, muito irado ele gritava cade meu queijo, cade meu queijo,ate q o sucaneiro q foi ameaçado telefonou pra outro colega ai ele dise q foi uma brincadeira q no outro dia o queijo seria devolvido, so q naum era arma q ele estava era um pedaço de cabo de vassoura, no outro dia ele dividiu o queijo com todos os outros guardas, e todos riram muito.